Foto de PABLO GESTOSO 3.jpg

PROGRAMAÇÃO

Toda a programação será gratuita e exibida no canal do youtube Contadores de Mentira.
"Teatro - Show - Oficinas - Palestras - Rito"

Atônio Nóbrega_edited_edited.jpg
Atônio Nóbrega_edited.jpg

13/08 - 20H

ANTONIO NÓBREGA - São Paulo

SHOW: "Brasis Brasil"
Num misto de palestra e recital, Nóbrega irá apresentar reflexões e pontos de vista sobre temas culturais brasileiros. Entre eles estão: diversidade versus unidade cultural, a cultura erudita e a popular, a conexão entre cultura popular e a cultura globalizada.

Imagem borrada de dançarinos

14/08 - 19h

Miguel Rubio - Peru

PALESTRA: "Corpo Ausente"
Conversa sobre a força política do grupo Yuyachikani que completou 50 anos em 2021 e sobre a presença simbólica e as múltiplas ausências que fazem visíveis os corpos dos desaparecidos.

Miguel Rubio: Diretor, pesquisador do teatro e membro fundador do Grupo Cultural Yuyachkani. Seus recentes trabalhos como diretor incluem: Concerto esquecido (2010); O último ensaio (2008); sem título – técnica mista (2004)    e Feito no Peru – a vitrines para um museu da memória (2001). Ele é também o autor de Raízes e sementes: mestres e caminhos do teatro na América Latina (2011), Notas sobre o teatro (2001) e O corpo ausente (2008).

Miguel Rubio - Foto de Periódico Lima en Escena.jpg
Foto_ Gal Oppido_edited.jpg

14/08 - 21H

MARCOS ABRANCHES - São Paulo

OBRA: "O IDIOTA"
Inspirado no livro homônimo de Fiódor Dostoiévski, em trabalho com forte tom de crítica política e social, Marcos Abranches e Sandro Borelli voltam a trabalhar juntos em espetáculo que estreia primeiro online, com a promessa de ganhar os palcos assim que a pandemia tiver seu fim.

Foto_ Gal Oppido.jpeg
2 - Foto de Roger Silva_edited.jpg

15/08 - 14H às 17h

DANIELA BENY - Alagoas

OFICINA: "Ogum e Iansã como possibilidades de produção de presenças''
Das narrativas ancestrais dos Orixás Ogum e Iansã, a oficina visa apresentar possibilidades na presença cênica explorando a corporeidade destes Orixás a partir da perspectiva Nagô-iorubá e da Umbanda. Apresentando as epistemologias de terreiros, investigaremos, numa abordagem teórica, como os conhecimentos ancestrais e as narrativas de motrizes afrodiaspóricas podem potencializar o trabalho dos/as artistas da cena, focando na familiarização dos/as participantes nos termos e conceitos vivenciados nos terreiros.

2 - Foto de Roger Silva_edited.jpg
Adiós Ayacucho_edited.jpg

15/08 - 20H

GRUPO YUYACHKANI - Peru

OBRA: "Adiós Ayacucho"
Em Adiós Ayacucho, Alfonso Cánepa, fazendeiro de Ayacucho, vítima da violência dos anos 80 no Peru, decide viajar de Ayacucho a Lima para pedir ao Presidente da República que o ajude a recuperar as partes perdidas de seu corpo, o que certamente, pensa, seus perpetradores levaram para a capital. Adiós Ayacucho, romance de Julio Ortega publicado em meados da década de 1980, condensa todo um momento em que as imagens da televisão e as capas dos jornais davam conta do conflito armado interno em Ayacucho. Yuyachkani, criou a versão teatral em 1990.

Adiós Ayacucho. Foto Luis Rodriguez Pastor 3.JPG
Dançarino popular em movimento
Valmir Santos - foto Guto Muniz_edited.jpg
Gabriel Penner 2.jpg

16/08 - 19H

Gabriel Penner e Valmir Santos
Argentina e Brasil

LIVE CRÍTICA: "Crítica e Produção teatral na América Latina"

Gabriel Penner mora em Vicente López, Buenos Aires, Argentina, é poeta, dramaturgo, diretor, cientista político e professor universitário. Co-diretor do grupo teatral CÉLULA CYPE (corpo e palavra no ruído), Co-diretor do grupo CON/TEXTO tipea e da FUNDA/MENTAL EDICIONES.

Walmir Santos é Jornalista e crítico fundador do site Teatrojornal – Leituras de Cena, em 2010. Escreveu em publicações como Folha de S.Paulo, Valor Econômico, Bravo! e O Diário, de Mogi das Cruzes. Autor de livros ou capítulos no campo teatral. Colaborador em curadorias ou consultorias para mostras, festivais ou enciclopédias. Doutorando em artes cênicas pela USP, onde cursou mestrado na mesma área.

Foto de Regina Bachero Codas 3.jpg

17/08 - 20H

Teatro de Calle - Paraguai

INSERÇÃO POÉTICA: "“Tava mbyasy” o “El pueblo del dolor”

Um dia eles vieram. Eles me chutaram, cuspiram em mim, me colocaram aqui. E passei a viver dentro desta gaveta… e passei a morrer. Meu corpo continua, mas minha alma se foi ... nesta Tava mbyasy, (a cidade da dor)...

Foto de Regina Bachero Codas 1.jpeg
Foto de Roberto López 2_edited.jpg

17/08 - 21H

Contraelviento Teatro - Equador

OBRA: "La canción del Sicomoro"
Uma atriz de nossa época questiona o significado do teatro e seu status como mulher. No meio de suas reflexões, ele ouve o chamado de uma mulher que foi assassinada por ser mulher, é um chamado perturbador de dentro. É sobre Desdêmona, que desperta do sonho dos mortos. A atriz atende a essa voz, que é a voz de Shakespeare e ao mesmo tempo sua própria voz íntima. Como se a obra do grande poeta pudesse abarcar os terríveis acontecimentos do presente através do corpo e da vida da atriz. De uma forma profundamente poética e estética, a obra nos coloca diante de temas como racismo, xenofobia e femicídio.

Foto de Roberto López 2_edited.jpg
Coletiva Corpo Territorio-2_edited_edited.jpg

18/08 - 10H

Camila Andrade e Alejandra Del Carpio  Brasil e Bolívia

OFICINA: "Performance Mulheres Latino Americanas''

A oficina Corpo Território irá abordar uma breve história da performance latino-americana, principalmente de mulheres negras e indígenas.  Apresentará a rede Warmi Sankofa Ayni, da qual a coletiva é parte, compartilhando a trajetória e obras de mulheres, que estão investigando suas ancestralidades em suas obras de arte. E irá propor ainda exercícios práticos de criação em performance a partir do tema ancestralidade.

Coletiva Corpo Territorio-2_edited.jpg
Foto de Pedro Isaias Lucas 3.JPG

18/08 - 20H

Ói Nóis Aqui Traveiz - Porto Alegre

DEMONSTRAÇÃO: ''Desmontagem Meierhold"
Homenagem ao ator, diretor e teórico russo Vsevolod Meierhold. Produção audiovisual sobre o espetáculo MEIERHOLD, é uma montagem do Ói Nóis Aqui Traveiz da peça Variaciones Meyerhold de Eduardo Pavlovsky. Encenado por Keter Velho e Paulo Flores, apresenta Meierhold em relato póstumo, lembranças fragmentadas de sua vida e carreira. Funciona como uma desmontagem de MEIERHOLD, o público entre depoimentos, cenas e reflexões constroem a peça cênica e são instigados a refletir o momento e o lugar em que vivemos.

Foto de Pedro Isaias Lucas 3.JPG
ÑAQUE 4 (1)_edited_edited.jpg

19/08 - 20H

ENSAMBLAJE TEATRO - Colômbia

OBRA: ÑAQUE HISTORIAS DE PIOJOS Y ACTORES

É uma das peças que melhor reflete a tradição e a arte dos atores itinerantes de todos os tempos. Ñaque" significa teatro irredutível, simboliza um teatro que nasce da dura relação inesgotável com o público. O caminho dos atores viajantes não tem fim. Hoje ele chega aqui, nessa praça, parque ou teatro e te encontra, só amanhã eles serão a carne do esquecimento.

ÑAQUE 4 (1).jpg
EP I - RITO_edited_edited.jpg

19/08 - 21H

GRUPO CONTADORES DE MENTIRA

EPISÓDIO I da micro série: “Rito. Passos para quem partiu”

O grupo Contadores de Mentira sai em marcha de sua sede na cidade de Suzano, rumo à nascente do Rio Tietê na cidade de Salesópolis. Nesta primeira etapa da caminhada o grupo é alimentado por cantos e rezas em sua casa, no início do caminho encontram com os primeiros seres da estrada, o capeta e a pomba-gira. 

EP I - RITO_edited_edited.jpg
Jorge Romero 2_edited.jpg

20/08 - 11H às 11h50

JORGE ROMERO MORA - Colômbia

OFICINA: Que vantagem tem o teatro, em contextos de desvantagem?

Em este breve encontro refletiremos sobre o ofício teatral, observando-o desde diferentes contextos, mas priorizando os contextos sociais desfavorecidos. É uma reflexão, aberta a artistas e a não-artistas, sobre este particular ofício humano que, em nossa época, parece ter adquirido a forma de luxo e, assim como qualquer outro luxo, só pode ser consumido em certos contextos privilegiados.

Jorge Romero 2_edited_edited.jpg

20/08 - 19H

FÁTIMA PATTERSON - Cuba

PALESTRA: Teatro e Ancestralidade

Conversa sobre Teatro, rito, ancestralidade e cultura afro-cubana.

Fátima Patterson: Atriz, dramaturga e diretora de teatro. Prêmio nacional de teatro 2017. Ele dirige o grupo ESTUDIO MACUBA fundado em 1992. Coordena o workshop Runbos de teatro caribenho que se realiza em Santiago de Cuba, todos os anos entre os dias 4 e 8 de julho, no âmbito do festival do fogo.

Fátima Patterson.jpeg
Ana Maria Carvalho - Acervo_edited.jpg

20/08 - 21H

ANA MARIA CARVALHO - São José dos Campos

SHOW: "Cantos e Encantos"

A compositora, cantora, dançarina, atriz e figurinista apresenta seu álbum composto por canções próprias e de artistas da cena popular. Ana Maria Carvalho resgata elementos folclóricos como o bumba-meu-boi, compõem ainda o repertório cirandas, acalantos e cantigas de roda.

Ana Maria Carvalho - Acervo_edited.jpg
Foto de Acervo do grupo.jpg

21/08 - 19H

CONTRAELVIENTO TEATRO - Equador

DEMONSTRAÇÃO: “Cuando llueve en el páramo”

Demonstração de trabalho Quando chove no páramo, uma atriz olha todos os materiais aprendidos com sua professora ao longo de 16 anos e como com o que aprendeu constrói um dos mais belos personagens do repertório de Contraelviento: ''La Madre'' da obra ''La Flor de la Chukirawa''.

Foto de Acervo do grupo.jpg
Fotografias de Daniel Alves Brasil 3.jpg

21/08 - 20H30

REFINARIA TEATRAL - SÃO PAULO

OBRA: "Cortejo Encantado"

Deuses e entidades “Encantados” decidem descer e se materializar no plano terrestre no momento em que acontece a queda do céu. Ñanderu/Ñandexy-ete e os Tupãs convocam os seres terrenos a adentrarem na força sagrada através de danças e cantos ritualísticos. A celebração dos elementos da natureza tão sobrepujados revela que a potencialidade da vida continua intacta e que basta dirigi-la melhor. 

Fotografias de Daniel Alves Brasil 3.jpg
Déborah Hunt 3_edited.jpg

21/08 - 21H00

DÉBORAH HUNT - Porto Rico

OBRA: "AWAIT"

AWAIT é uma peça de teatro que explora os temas da guerra, migração e extinção. Os objetos usados ​​para manipulação são em sua maioria achados pelo caminho.

Déborah Hunt 3_edited.jpg
ubu rei - 2011 - foto Auira ariak (1)_edited_edited.jpg

22/08 - 10H à 12h

RONALDO ROBLES - TAUBATÉ

OFICINA: Teatro de sombras

Cia Quase Cinema apresenta para o participante conceitos e expedientes para a produção e montagem de uma peça de teatro de sombras contemporâneo. A forma pesquisada pela Cia. dialoga com o cinema, performance, dança e artes plásticas. Neste encontro, iremos falar sobre os pontos de intersecção entre as diferentes linguagens artísticas no procedimento que adotamos. Também apresentaremos os diferentes formatos possíveis do teatro de sombras; para caixa preta, para a rua, pequenos formatos e contação de história.

ubu rei - 2011 - foto Auira ariak (1).jpg
Foto de Eli Firmeza-1136_edited.jpg

22/08 - 14H às 16h30

JANAÍNA MATTER - Curitiba

OFICINA: Método Suzuki para performers

Oficina online para performers, serão trabalhados conceitos essenciais da técnica de forma teórica e prática. O método do diretor japonês Tadashi Suzuki é também conhecido como a gramática dos pés. Elementos como energia, concentração, equilíbrio, respiração, precisão, foco e disciplina serão explorados em intenso trabalho físico inspirado no teatro tradicional japonês, grego, ballet e artes marciais. Busca iluminar a expressividade e o comprometimento com cada momento em cena.

Foto de Eli Firmeza-1136.jpg
Fotografias de  AMARANTO_edited.jpg

22/08 - 19H

Colectivo enNingúnlugar - México

OBRA: El perro que confundió su cumpleaños con el Big Bang

É um projeto audiovisual, pensado a partir da narrativa coreográfica e não linear, que propõe um universo em que duas entidades, condicionadas por tempos e circunstâncias diferentes, debatem o motor da existência e as suas alteridades mais violentas; amor, morte e solidão. O dispositivo resultante nos convida a refletir sobre o corpo como limite, a questionar a produção do desejo e a apontar a incongruência dos conceitos fundacionais que sustentam nosso modelo civilizador, no qual parece que a vida se reduz a uma impossibilidade inesgotável de coincidir. Uma colaboração entre Amaranto, EnNingúnLugar e La Eterna

Fotografias de  AMARANTO 1.jpg
Helder Vasconcelos 2.jpeg

22/08 - 21H

HELDER VASCONCELOS - Pernambuco

SHOW: Baile baião

Na percepção do músico, ator e dançarino Helder Vasconcelos, o baião é a célula rítmica base da música tradicional brasileira. O Baile Baião surge do desejo de promover uma festa dançante com um repertório abrangente e diversificado, mas que têm em comum esse ritmo.

Helder Vasconcelos 1.jpeg
Foto de PABLO GESTOSO 3.jpg

23/08 - 19H

RESIDUI TEATRO - Espanha

INSERÇÃO POÉTICA: "Respiro. Memoria del Agua"

Nosso corpo é um recipiente: uma biografia mutante do tempo e do espaço percorridos. Nosso Corpo Memória respira, lembra, revela os sentidos, os preserva. A água da nossa terra, com seus rios, lagos, chuvas e mares também contém, acompanha, preserva. No encontro os sentidos enterrados renascem.

Foto de PABLO GESTOSO 3.jpg
Tiche Vianna - Barracão Teatro - Foto Cela Vianna_edited.jpg

23/08 - 20H

TICHE VIANNA - Campinas

PALESTRA: "A Preservação dos Sentidos"

Em meio à imposição tecnológica da aceleração e do sequestro do tempo como nos relacionarmos com os sentidos? Quais sentidos? Nossos sentidos? Em tempos como os de hoje e os de agora, o que significa preservar? Faz sentido preservar qualquer coisa que seja referente ao passado? É possível preservar? Uma conversa pra mais de hora, pra uma vida, pra eternidade... bora começar?

Tiche Vianna - Barracão Teatro - Foto Cela Vianna.JPG
foto 2 - registro de Lethicia Galo_edited.jpg

24/08 - 20H

CLARA TRUPI DE OVOS E ASSOBIOS 
Mogi das Cruzes

INSERÇÃO POÉTICA: Arrastado ventre no asfalto pra dar bênção em flor

Mulheres arrastam seus ventres espoliados em andanças, na matina de peregrinação seculares, para ir ao encontro desses filhos indiscriminados que ainda resistem as suas passagens.  Em corpos performáticos, instalações plásticas e realidades históricas, evocamos essa chegança aos muros dessas casas, entre bênçãos de mãos, cantos e flores.

foto 1 - registro de Lethicia Galo.jpg
CAMINATAS E INSOMNIOS FOTO 6.jpeg

24/08 - 21H

PERÚ FUSION TEATRO - Peru

OBRA: Caminatas e Insomnios

Primeiro trabalho solo de Lucho Ramírez ao deixar o grupo Cuatrotablas, de certa forma sintetiza a experiência vivida no grupo. Passados ​​40 anos, o ator enfrenta uma releitura desse material artístico, momento propício para um reencontro com Beto Benites que acompanhou este último processo para gravá-lo em formato audiovisual para sua exposição virtual em tempos de pandemia.

CAMINATAS E INSOMNIOS FOTO 4.jpeg
De repente Foto de  Giulia Martins (1).jpg

25/08 - 20H

Atuação e dança: Eduardo Colombo Música original: Victor Kinjo
Direção: Maria Eugênia Tita - Brasil

OBRA: De Repente, em Algum Lugar (PRÉ-ESTREIA)

Exibição do vídeo de pré-estreia do espetáculo "De Repente, em Algum Lugar", apresentando o universo poético da peça com imagens dos ensaios de criação no sítio cultural Samaúma e no Theatro Vasques de Mogi das Cruzes. Livremente inspirado no livro “De repente, nas profundezas do bosque”, do premiado escritor e ativista da paz Amós Oz, o espetáculo combina a arte ancestral do ator-narrador e uma abordagem contemporânea da criação em dança e vídeo.

De repente Foto de  Giulia Martins (1).jpg
WhatsApp Image 2021-08-04 at 11.25_edited.jpg

25/08 - 21H

Grupo Contadores de Mentira

EPISÓDIO II da micro série: “Rito. Passos para quem partiu”

O grupo Contadores de Mentira saiu em marcha de sua sede em Suzano à nascente do Rio Tietê em Salesópolis, neste episódio estão no segundo dia de caminhada, muitos passos foram dados, muitos encontros e interações no caminho. Agora chegam ao meio do percurso onde encontrarão com o Banquete e seus brincantes.

WhatsApp Image 2021-08-04 at 11.25.11.jpeg
Klemente Tsamba 2_edited.jpg

26/08 - 19H

KLEMENTE TSAMBA - Moçambique

OBRA: Dizcontos

É um solo teatral inspirado em histórias de imigração nas terras do ouro e diamantes. Neste jogo de contar e cantar, revelam-se histórias de coragem e de esperança que se repetem na vida de muitas famílias pelo mundo fora. Porque nem tudo o que brilha é ouro.

Klemente Tsamba 1.jpg
WhatsApp Image 2021-07-24 at 22.27_edited.jpg

26/08 - 19H30

Teatro Adentro e Teatro La Rosa +
Palestra "Cultura em Cuba" 

INSERÇÃO POÉTICA: Arriba Quemando el Sol

Acima o sol queima... Aqui seguimos banhados por sua força e energia. Entre passos e mãos abrimos novos caminhos.

PALESTRA: Cultura em Cuba

Com participação de Vivían Martínez, Lillitsy Hernández Oliva e Jorge Caballero.

 

Vivian Martinez - Crítica e pesquisadora de teatro cubano, editora e professora. Dirige a Revista Conjunto, especializada em teatro latino-americano, e a Diretoria de Teatro da ''Casa de las Américas''. A partir daí, organiza a Temporada de Teatro da América Latina e Caribe ''Mayo Testral''. Ela é professora titular na Faculdade de Arte Teatral da Universidade das Artes, Instituto Superior de Arte.

Lillitsy Hernández Oliva – Vice presidente do Conselho Nacional de Artes Cênicas, é instrutora de arte por formação e tem experiência no trabalho comunitário.

Jorge Caballero - Ator, membro do catálogo artístico da Agência Artística de Artes Cênicas ‘’ACTUAR’’, ‘’Centro de Teatro de La Habana’’ e ‘’Estudio Teatral Buendía’’. É ator-criador e diretor do Projeto Ritual Cubano: Trilogia Teatral, que busca resgatar e realocar na sociedade cubana grandes personalidades negras com trajetória marcada não só pelo talento, mas também pela cubanidade e universalidade. Membro do Sindicato de Escritores e Artistas de Cuba desde 2013.

WhatsApp Image 2021-07-24 at 22.27.53.jpeg
Foto de Cleiton Pereira_edited.jpg

26/08 - 21H

CONGADA DE SANTA EFIGÊNIA -
Mogi das Cruzes

CULTURA POPULAR: 

A congada de Santa Efigênia canta músicas populares e Músicas tradicionais do grupo e dança para Santos católicos reis e rainhas congas com os seus três ritmos tocados por instrumentos (marcha, dobrado e marcha picada), com danças de passos marcados.

Foto de Cleiton Pereira.jpeg
Fotos de Alessandro Soave 1_edited_edited.jpg

27/08 - 19H

CARLOS SIMIONI / Lume Teatro - Campinas

DEMONSTRAÇÃO: Prisão para a Liberdade

A demonstração de trabalho do ator, aborda sua trajetória junto ao Lume, desde de sua fundação em 1985 e revela que a técnica pode ser tanto uma prisão quanto um trampolim para o ator. Seu encontro com os mestres de teatro, as técnicas desenvolvidas junto do grupo, como o treinamento físico cotidiano, de expansão e dilatação do corpo no espaço e no tempo, de manipulação de diferentes qualidades de energias e sua distribuição no espaço, o treinamento vocal, elaboração de personagens e construção de cenas.

Fotos de Alessandro Soave 1.jpg
WhatsApp Image 2021-07-28 at 22_edited.jpg

27/08 - 21H

GEORGETTE FADEL E LINCONL ANTÔNIO -
São Paulo

SHOW: VEJAM SÓ

A atriz e cantora Georgette Fadel apresenta músicas de Gianfrancesco Guarnieri - gravadas no seu CD “Um canto solto no ar” - e outras músicas de seus trabalhos em teatro, acompanhada pelo pianista e compositor Lincoln Antonio. 

WhatsApp Image 2021-07-28 at 22.59.26.jpeg
Foto - Jan Rusz_edited.jpg

28/08 - 20H

ODIN TEATRET - Dinamarca

OBRA: O Sonho de Andersen 

Uma comunidade de artistas se reúne em um jardim na Dinamarca. É uma manhã brilhante. Eles esperam a noite de verão, quando o sol se põe e dança. Um amigo está prestes a juntar-se a eles de outro continente. Com ele, divagando farão uma peregrinação às regiões de conto de fadas de Andersen. A Europa está em paz. Pelo menos o país deles está. Ou, talvez, apenas o jardim deles. Nesse espaço estreito, as horas parecem parar e liquefazer-se.

Foto - Jan Rusz 3.jpg
FOTOS DE LUA SILVA 3_edited.jpg

28/08 - 21H30

GRUPO CONTADORES DE MENTIRA 

SHOW: Concerto para Máscaras e Cavalos

Um Concerto que reúne muitas canções de cena, chamamentos, evocações, êxtase e uma condensação complexa de grandezas brechtianas. Cenas sertanejas com ares shakespeariano. Ou a delicadeza para respirar ou desfazer-se.

FOTOS DE LUA SILVA 1_edited.jpg
WhatsApp Image 2021-08-04 at 09.43_edited.jpg

29/08 - 19H

GRUPO CONTADORES DE MENTIRA 

ÚLTIMO EPISÓDIO da micro série: “Rito. Passos para quem partiu”

Nesta última parte da caminhada o grupo Contadores de Mentira tem seu encontro com a Nascente do Rio Tietê, onde toda a caminhada e o rito finalizam. Ali os encantados da mata e das águas os esperam para o Ato final deste percurso que iniciou em sua sede na cidade de Suzano.

WhatsApp Image 2021-08-04 at 09.43_edited.jpg
Alessandra-Leao-01-foto-por-Jose-de-Holanda-4455 (1) (1) (1).jpg

29/08 - 20H

ALESSANDRA LEÃO - Recife

SHOW: Solo

Aparentemente sozinha. Aparentemente, não se engane. Solo é o show de Alessandra Leão, percussionista, cantora e compositora, nascida em Pernambuco. Solo é sobre origem, sobre caminho, sobre caminhar e sobretudo sobre não estar só.

No repertório, músicas do Nordeste do Brasil, tradicionais e de compositores como Odete de Pilar e Mestre Galo Preto.Cirandas, cocos, pontos de umbanda. além de algumas composições da artista.

Alessandra-Leao-01-foto-por-Jose-de-Holanda-4455 (1) (1) (1).jpg